SELVAGEM


Cresci na floresta.

Assim que abri minhas pétalas

fui capturada.

Me debati.

Gritei.

Debaixo de chibatada

fui domesticada.


Tomei corpo

e procriei.

Chegou o inverno.

Foi quando hibernei.

Com a chegada da primavera

acordei

e com muita fome

te esperei.

Foi no outono

que te devorei.

Imagem:Pixabay


© 2017 Cristina Fürst. All Right Reserved.